Governo suspende prestações do MCMV para famílias gaúchas

Beneficiários atingidos pela tragédia podem solicitar pausa de até seis meses

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O ministro das Cidades, Jader Filho, anunciou novas medidas de apoio à população afetada pelas chuvas e enchentes no Rio Grande do Sul: famílias gaúchas que pagam financiamento de imóveis por meio do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) ou do Pró-Cotista utilizando recursos provenientes do FGTS podem solicitar a suspensão das cobranças à Caixa.

O ministro Jader Filho informou, ainda, que as famílias podem optar por uma pausa de até seis meses nos pagamentos dos financiamentos. A medida visa evitar com que as pessoas comprometam ainda mais suas rendas familiares neste momento de tragédia climática vivida pelos moradores do Rio Grande do Sul.

“Vale para os financiamentos feitos pelas famílias de todas as faixas de renda com recursos do FGTS. Essa é uma medida para aliviar as pessoas que, neste momento, estão com suas rendas afetadas e comprometidas pela calamidade. O governo do presidente Lula está atento para apoiar a população do Rio Grande do Sul em tudo o que for preciso”, destacou Jader Filho.

Para solicitar a suspensão dos pagamentos das prestações dos financiamentos de imóveis por meio do Minha Casa Minha Vida ou do Pró-Cotista utilizando recursos provenientes do FGTS, basta ligar para o número 0800 104 0104.

Na última quarta-feira, 8, durante o anúncio do Novo PAC Seleções, o Ministério das Cidades anunciou mais de R$ 151 milhões para sete projetos apresentados por municípios do Rio Grande do Sul – cinco em Porto Alegre e dois em Santa Maria. Segundo o ministro Jader Filho, todos os projetos de contenção de encostas do RS foram contemplados nesta etapa de seleção.

(*) com Agência Gov.br