Porto Alegre é quinta cidade brasileira com maior percentual de pessoas em apartamentos, aponta IBGE

Segundo o Censo, 42,36% da população reside no tipo de domicílio na Capital gaúcha

Porto Alegre é uma das cidades com mais pessoas vivendo em apartamentos | Foto: Alex Rocha / PMPA / CP

Dados do Censo Demográfico de 2022, do IBGE, divulgados nesta sexta-feira, apontam que Porto Alegre é a quinta cidade do Brasil com maior percentual de pessoas vivendo em apartamentos (42,36%). No índice, a Capital gaúcha só fica atrás de:

Santos, em São Paulo (63,45%);

Balneário Camboriú, em Santa Catarina (57,22%);

São Caetano do Sul, em São Paulo (50,77%);

Vitória, no Espírito Santo (45,4%).

Fecham o ranking ainda:

Viçosa, em Minas Gerais (41,68%);

São José, em Santa Catarina (41,05%);

Niterói, no Rio de Janeiro (40,2%);

Itapema, em Santa Catarina (38,76%);

Florianópolis, em Santa Catarina (38,64%).

Os dados mostram que 14,4% da população dos três estados do Sul mora em apartamentos. No Censo de 2000, o índice era quase a metade (7,9%).

O Sudeste é a região com maior proporção de gente vivendo neste tipo de domicílio, com 16,7%. No ano 2000, eram 11%. Já a região Norte é a que apresenta o menor percentual, 5,2%. É também a que teve crescimento proporcional mais acentuado. O dado triplicou em 22 anos. Em 2000, 1,7% da população do Norte do Brasil vivia em apartamentos.

De acordo com dados gerais do Brasil, 84,8% da população mora em casas; 12,5%, em apartamentos; 2,4% moram em casas em condomínios ou vilas; 0,2% em casa de cômodos ou cortiço, 0,04% em estrutura residencial permanente degradada ou inacabada, além de 0,03% em habitação indígena sem paredes ou maloca.