Dois são presos em ação contra agiotas que extorquiam idosos na Região Metropolitana

Uma das vítimas deixou o Estado em razão das ameaças dos bandidos

POLÍCIA
Foto: Rádio Guaíba

Um grupo de agiotas que extorquia idosos na Região Metropolitana de Porto Alegre foi alvo de uma operação da Polícia Civil nesta quarta-feira (24). Segundo as investigações, os criminosos emprestavam dinheiro para pessoas com mais de 60 anos e cobravam das vítimas, por meio de ameaças, valores até 30 vezes maiores.

Duas pessoas foram presas pelos crimes de receptação, posse de armas e tráfico. Um deles possui duas passagens pelo sistema carcerário, ambas por homicídio. Dentre os itens apreendidos pelas autoridades estão drogas, balanças de precisão e carregadores de fuzil calibre 556. Também foram recolhidos cadernos de contabilidade.

Os agentes da Delegacia de Proteção à Pessoa Idosa (DPPI) da Capital encontraram, ainda, cartões de visita fazendo alusão a empréstimos sem burocracia, 30 celulares, um tablet e cerca de R$ 4 mil em dinheiro. As investigações duraram pouco mais de um mês, já que o primeiro caso a chegar ao conhecimento das autoridades foi em 13 de outubro.

Na oportunidade, a polícia abordou três suspeitos de terem comparecido à residência de um idoso para cobrar uma dívida que já havia sido paga. Os suspeitos foram abordados, e dois deles acabaram reconhecidos como autores de ameaças. O grupo foi preso em flagrante. A vítima deixou o Rio Grande do Sul por medo dos bandidos.