Exportações da indústria gaúcha aumentam 37,4%

Estoques estiveram abaixo do planejado, mas ainda estão longe do pico negativo de 2020. Foto: José Paulo Lacerda/CNI

Com US$ 1,3 bilhão em vendas em outubro, as exportações da indústria de transformação do Rio Grande do Sul cresceram 37,4% ante o mesmo mês de 2020, quando atingiram US$ 945,9 milhões. No acumulado do ano, totalizam US$ 11,4 bilhões, um aumento de 34,5% na base interanual, e 7,3% acima do acumulado para o período de janeiro a outubro de 2019, anterior à pandemia. As informações constam da análise da Unidade de Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

Um total de 19 dos 24 segmentos exportadores do Rio Grande do Sul registraram elevação no valor comercializado sobre outubro de 2020, na análise desagregada. Entre os grandes exportadores, Químicos foi o maior destaque, com crescimento de US$ 102,6 milhões (121,8%) das exportações, impulsionado pelas compras da Argentina, Estados Unidos e outros países da América Latina.

Outro destaque positivo ficou com Alimentos, que exportou US$ 70,3 milhões a mais do que o mesmo mês de 2020, configurando um incremento de 24,3%, especialmente por conta dos embarques para Coreia do Sul e Índia. Apesar desse resultado positivo, as vendas do setor somente não foram superiores por conta de quedas expressivas para Arábia Saudita (-US$ 16,5 milhões), Irã (-US$ 20,8 milhões), Espanha (-US$ 22,1 milhões) e China (-US$ 22,8 milhões).

Além disso, contribuíram significativamente para o resultado do mês os avanços de 64,1% em Máquinas e equipamentos, de 96,9% em Couro e calçados e de 36,7% em Produtos de metal. Tabaco apresentou queda de 4,4%.