Série documental “Guerras do Brasil” é uma aula de História sobre nosso país

No catálogo da Netflix, a produção tem cinco episódios de menos de 30 minutos

A série documental Guerras do Brasil não é nova no catálogo da Netflix. Mas, eu assisti a produção durante as férias e achei importante falar dela, principalmente por não ter ouvido nada sobre o assunto.

A série, produzida por Luiz Bolognesi tem cinco episódios de menos de 30 minutos. Cada um aborda uma guerra na qual o Brasil esteve envolvido. As narrativas são contadas com depoimentos de historiadores especialistas no assunto. Para ilustrar, são exibidas imagens de arquivo e também desenhos. Os episódios não seguem uma linearidade, então o espectador pode assistir de forma independente.

A primeira guerra, chamada de “Guerra da Conquista’’, trata sobre a invasão dos portugueses e o massacre dos indígenas, presente na sociedade até os dias atuais. A “Guerra dos Palmares’’ e a história da escravidão no país é o tema do segundo episódio, seguido pela “Guerra do Paraguai’’, o conflito armado mais sangrento da América do Sul. O penúltimo episódio aborda a “Revolução de 1930”, o fim de Velha República até a Era Vargas.

O último episódio é o melhor, na minha opinião. Ele aborda a “Universidade do Crime’’ e o surgimento das maiores facções do país, que ganharam vida dentro dos presídios devido à política de encarceramento em massa que sempre vivemos. A narrativa também explora as guerras pelo comando do tráfico de drogas nas ruas de todo Brasil e o derramamento de sangue que está presente todos os dias nos jornais de norte a sul.

A série é bem didática e, pelo tempo dos episódios, não se torna arrastada. Os depoimentos são claros e não há romantização das guerras que forjaram nossa história. Para quem gosta da temática e quer entender um pouco mais desses conflitos, a produção é uma ótima pedida.