PF faz buscas em sítio utilizado por suspeitos para assalto a carro-forte no aeroporto de Caxias do Sul

Operação Elísios da Polícia Federal teve como alvo uma área rural na cidade de Riozinho, no Vale do Paranhana

Agentes realizaram buscas em propriedade rural usada por criminosos antes de cometerem ao assalto na Serra Gaúcha | Foto: PF/Divulgação/CP

A Polícia Federal (PF) realizou buscas em uma propriedade, localizada em área rural, na cidade de Riozinho, no Vale do Paranhana, que foi utilizada pelos suspeitos do assalto a carro-forte no aeroporto de Caxias do Sul. Ação coordenada entre a PF, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar e Polícia Civil nesta quinta-feira ocorreu após a investigação identificar que o grupo usou a propriedade antes de praticar o crime, no dia 19 de junho, na Serra Gaúcha.

O mandado de busca e apreensão foi expedido pelo plantão da Justiça Estadual de Porto Alegre. Segundo a PF, a identificação do local se deu após uma investigação minuciosa das forças de segurança que trabalham no caso. A operação recebeu o nome de Elísios, em homenagem ao sargento da Polícia Militar do Rio Grande do Sul que veio a falecer durante o assalto ao aeroporto.

“Campos Elísios” é uma referência da mitologia grega do lugar onde os homens virtuosos repousam de forma digna após a morte. O sargento Fabiano Oliveira tinha 47 anos, quase três décadas de serviços na Brigada Militar e morreu após ser atingido no assalto ao Aeroporto Hugo Cantergiani.