Free Porn
xbporn

buy twitter followers
uk escorts escort
liverpool escort
buy instagram followers
Galabetslotsitesi
Galabetsondomain
vipparksitesigiris
vipparkcasinositesi
vipparkresmi
vipparkresmisite
vipparkgirhemen
Betjolly

Demanda por crédito do consumidor avança 2,1% no terceiro trimestre, diz Boa Vista

Indicador avançou 1,3% em setembro somando o quinto avanço mensal consecutivo

Real Moeda brasileira

O indicador da Boa Vista de Demanda por Crédito do Consumidor avançou 1,3% em setembro na comparação dos dados dessazonalizados, somando o quinto avanço mensal consecutivo. No terceiro trimestre o indicador também ficou no campo positivo e registrou elevação de 2,1% contra o segundo trimestre, de abril a junho na série com ajuste sazonal.

Na série de dados originais foi verificado um avanço de 1,4% na comparação interanual, ante um aumento de 7,6% em agosto na mesma base de comparação. Tal resultado contribuiu para que o indicador voltasse a acelerar seu ritmo de crescimento na análise de longo prazo, medida pela variação acumulada em 12 meses, passando de 2,9% em agosto para 3,2% em setembro.

Já com relação ao acumulado do ano, especificamente, o desempenho do indicador é melhor, mas voltou a desacelerar seu ritmo de crescimento. Até o mês de agosto ele apontava um aumento de 4,7% e agora esse crescimento é de 4,4%.

ALTA

As aberturas do indicador apontaram na mesma direção na comparação mensal, alta de 1,1% no segmento “Financeiro” e de 1,5% no “Não Financeiro”. No mesmo sentido, ambos os segmentos também avançaram 2,1% no terceiro trimestre, contra o trimestre imediatamente anterior e de acordo com dados dessazonalizados.

Na comparação interanual as tendências continuam positivas, com alta 2,1% no segmento “Financeiro” e de 0,9% no segmento “Não Financeiro” em setembro. No acumulado do ano o “Financeiro” registrou elevação de 11,2%, enquanto o “Não Financeiro” apontou leve queda de 0,3%.

No terceiro trimestre a demanda por crédito apontou alta de 3,4% contra o mesmo período do ano passado. Com relação as aberturas do indicador, o segmento “Financeiro” avançou 9,7% e o “Não Financeiro” finalizou o trimestre com recuo de 0,5%, mantida a base de comparação.

Por fim, na análise de longo prazo o crescimento do segmento “Financeiro” continua em desaceleração, passando de um aumento de 11,9% em agosto para um avanço de 11,0% na aferição atual. No segmento “Não Financeiro” o indicador novamente conseguiu reduzir seu ritmo de baixa e agora registra variação de -2,2%, ante -3,4% até o mês de agosto.

“O bom desempenho do indicador no trimestre contribuiu para que seu ritmo de crescimento voltasse a acelerar na análise acumulada em 12 meses, passando por um ponto de inflexão com aceleração gradual pelo segundo mês consecutivo nesta base de comparação. O movimento foi influenciado, sobretudo, pela redução da queda observada na curva de longo prazo do segmento ‘Não-Financeiro’, que desacelerou seu ritmo de baixa pelo quinto mês consecutivo e deve fechar o ano no campo positivo caso a tendência se mantenha. Já no segmento ‘Financeiro’ o movimento ainda é de desaceleração do ritmo de crescimento, mas que pode ser atenuado pelo efeito do programa ‘Desenrola’ e redução dos juros ao consumidor ao longo do último trimestre. Fatores que indicam a possibilidade de uma demanda por crédito resiliente até o final do ano”, diz o economista da Boa Vista, Flávio Calife.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile