Buscas pela advogada Alessandra Dellatorre prosseguem em São Leopoldo

Área específica em mata vai ser submetida à varredura da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros para localizar vítima, desaparecida desde 16 de julho

Alessandra Dellatorre desapareceu durante uma caminhada no bairro Cristo Rei | Foto: Arquivo pessoal

O titular da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de São Leopoldo, delegado André Serrão, anunciou neste sábado que as buscas pela advogada Alessandra Dellatorre, de 29 anos, desaparecida desde a tarde do dia 16 de julho, serão efetuadas novamente na mata densa da Reserva Florestal Padre Balduíno Rambo, situada no limite com Sapucaia do Sul. “Falta uma área a ser realizada ainda para semana quem vem”, adiantou à reportagem do Correio do Povo.

Nessa sexta, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul voltaram à região para uma nova varredura. “Sem novas pistas”, revelou o delegado. Ele explicou que a operação teve como objetivo descartar “as áreas adjacentes ao perímetro inicial”, referindo-se a à operação de buscas encerrada no dia 20 naquela área.

A advogada sumiu durante uma caminhada em uma trilha no bairro Cristo Rei. Ela vestia moletom e calça preta, tinha o cabelo preso e não portava documentos nem telefone celular. Qualquer informação sobre a vítima pode ser repassada ao telefone gratuito 0800-642-0121, da Polícia Civil.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com