Número de brasileiros com fome supera os 15 milhões, mostra relatório da ONU

Crédito: Freepik

Quase três em cada 10 brasileiros não têm garantia de comida, o que corresponde a mais de 61 milhões de pessoas que vivem insegurança alimentar no Brasil. Pelo menos é o que aponta a Organização das Nações Unidas para Alimentação (FAO) em seu relatório. Desse total, 15,4 milhões passam fome, quatro vezes mais do que no último relatório divulgado pela FAO.

Quase 30% da população brasileira vive insegurança alimentar moderada ou grave, revela o relatório do período de 2019 a 2021. Os dados mostram um forte agravamento da situação no Brasil: entre 2014 e 2016, eram 37,5 milhões de pessoas com insegurança alimentar, dentre elas 3,9 milhões em condição grave – quase quatro vezes menos do que hoje.

De acordo com a classificação da FAO, insegurança alimentar grave é quando a pessoa fica sem comida por um dia ou mais. Já insegurança alimentar moderada significa que a pessoa não tem certeza se conseguirá comida ou precisa reduzir a qualidade e/ou quantidade dos alimentos.

No mundo, o número de pessoas que sofrem com insegurança alimentar severa chegou a 2,3 bilhões em 2021, o que representa quase 30% da população mundial e revela um “grande retrocesso nos esforços para eliminar a fome e a desnutrição”, segundo a FAO.