Neblina atrasa pousos e decolagens no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre

Ao menos onze viagens foram afetadas pelo problema neste sábado

Equipamento antineblina foi reativado em abril, após conclusão das obras na pista. Foto: Alina Souza/Arquivo/CP

A forte neblina que estava sobre Porto Alegre no início da manhã deste sábado (21) alterou os horários de, pelo menos, 11 voos no Aeroporto Internacional Salgado Filho. Segundo o painel de monitoramento da Fraport Brasil, concessionária responsável pela operação do terminal, houve atrasos em oito embarques e três desembarques.

Foram afetados os passageiros que saiam da Capital rumo a São Paulo, em cinco horários diferentes, além dos que foram ao terminal para pegar aeronaves rumo ao Rio de Janeiro, em dois horários, e Alegrete. Dois desembarques de voos que vinham de São Paulo foram adiados, assim como um do Rio de Janeiro

O Aeroporto de Porto Alegre conta, desde 2014, com o Sistemas de Pouso por Instrumento categoria 2 (ILS Cat II). O equipamento serve para orientar as aeronaves em condições de baixa visibilidade. Ele permaneceu desativado desde 2019, em razão das obras de ampliação na pista do terminal, mas voltou a operar em 21 de abril.

O sistema, que só pode ser usado por pilotos e aeronaves certificados junto às autoridades da aviação civil, exige visibilidade horizontal maior que 300 metros de comprimento e visibilidade vertical maior que 30,5 metros. Se a neblina estiver mais densa que estas condições o CAT II não é permitido operar.