FGV aponta alta de 1,8% no monitor do PIB de março

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil / Divulgação / CP

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro encerrou o mês de março com uma alta de 1,8%. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 17, pelo Monitor do PIB apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Na comparação com março de 2021, a atividade econômica teve expansão de 4,2% em março de 2022.

No primeiro trimestre, o PIB cresceu 1,5% ante o quarto trimestre de 2021. Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, houve expansão de 2,4% no primeiro trimestre de 2022.

Conforme a FGV, por ter sido fortemente impactado pela pandemia, o setor de serviços tem tido bastante espaço para crescer e recuperar o nível de atividade que possuía antes da chegada da pandemia. “

Dentre as atividades que compõem o setor, apenas as de outros serviços e de administração, educação e saúde pública ainda não haviam recuperado, no quarto trimestre de 2021, o nível de atividade pré-pandemia. Com o resultado do primeiro trimestre deste ano, a atividade de outros serviços ultrapassou o nível pré pandêmico”, afirmou Juliana Trece, coordenadora do Monitor do PIB – FGV, em nota oficial.

O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.