IBGE tem mais de 12 mil vagas disponíveis no Estado

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) faz primeiro teste preparatório do Censo Demográfico 2022, na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro. Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O IBGE publicou editais para contratar temporariamente mais de 208 mil pessoas para trabalhar na organização e na coleta do Censo Demográfico 2022 em todo o país. São oferecidas 183.021 vagas para recenseador, 18.420 para agente censitário supervisor (ACS), 5.450 para agente censitário municipal (ACM), 1.781 para agente censitário de administração e informática e 31 para coordenador censitário de área (CCA) em mais de 5 mil municípios do país. No Rio Grande do Sul são 11.232 vagas para recenseador, 1.074 para ACS, 366 para ACM e 117 para ACAI (não há vagas para CCA no Estado).

As inscrições para ACM/ACS e recenseador começam nesta quarta-feira (15) e vão até 29 de dezembro no site da Fundação Getúlio Vargas. Já para ACAI, as inscrições já iniciaram na última terça (14) e se estendem até o dia 10 de janeiro, no site do Instituto Brasileiro de Formaçã e Capacitação (IBFC).

Para concorrer à função de recenseador, o candidato deve ter nível fundamental completo, e para ACM/ACS ou ACAI, ensino médio concluído. No ato da inscrição, o candidato poderá escolher a área de trabalho e em qual cidade realizará a prova.

A taxa de inscrição (R$ R$ 60,50 para ACM/ACS, R$ 57,50 para recenseador e R$ 44 para ACAI) poderá ser paga pela internet ou fisicamente em qualquer banco ou casa lotérica. O candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderá obter isenção de pagamento da taxa de inscrição.

As provas serão realizadas no dia 27 de março para ACM/ACS e recenseadores, mas em turnos diferentes, o que permite ao candidato participar dos dois processos seletivos. Para ACAI as provas serão no dia 20 de fevereiro.

As remunerações dessas duas funções são de R$ 2.100 para ACM e R$ 1.700 para ACS, com jornada de 40 horas semanais. Além do salário, terão direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e o estabelecido no edital. Também com salário de R$ 1.700 e os mesmos benefícios, está o ACAI, que será responsável por dar suporte administrativo e de tecnologia da informação às coordenações de subáreas do Censo.

As vagas são temporárias e têm duração prevista de três meses para a função de recenseador e de cinco meses para ACM/ACS e ACAI, podendo ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária.