Irmão de ex-ministro Abraham Weintraub deixa o governo federal

Arthur Bragança de Vasconcellos Weintraub era assessor-chefe adjunto da assessoria especial do presidente da República e deve assumir cargo na OEA

Arthur deverá assumir nova função na OEA Pablo Valadares/Câmara dos Deputados – 21.05.2019 Arthur Bragança de Vasconcellos Weintraub, irmão do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, foi exonerado da função de assessor-chefe adjunto da assessoria especial do presidente da República nesta terça-feira (22).

Arthur Bragança de Vasconcellos Weintraub, irmão do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, foi exonerado da função de assessor-chefe adjunto da assessoria especial do presidente da República nesta terça-feira (22).

A demissão, assinada pelo ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto, foi feita a pedido e está publicada no Diário Oficial da União de hoje.

Arthur, que havia antecipado que deixaria o governo em uma rede social na semana passada, deverá assumir função na OEA (Organização dos Estados Americanos), onde exercerá a função de secretário de Acesso a Direitos e Equidade. O cargo tem salário de US$ 111,5 mil por ano, cerca de R$ 600 mil ao ano na conversão atual.

Caminho do irmão

O então chefe da Educação saiu da função no dia 18 de junho. O anúncio foi feito por ele em rede social após reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

A situação do ministro já era complicada desde a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, em que Weintraub sugeriu colocar os “vagabundos” do STF na cadeia. A fala gerou críticas de ministros da Corte e de parlamentares.