Polícia mira deputado federal Ricardo Barros e cumpre mandados em SP e PR

Político é suspeito por ligação a desvio de R$ 200 mil na compra de equipamentos e de energia em Curitiba em 2011

Procuradores investigam o deputado Ricardo Barros por suposto desvio de cerca de R$ 200 mil na compra de equipamentos e de energia | Foto: Michel Jesus / Câmara dos Deputados / Divulgação / CP memória

A Polícia Civil cumpre mandados, nesta quarta-feira, em operação que investiga desvios na compra de equipamentos em Curitiba (PR). A ação é resultado de uma investigação do Ministério Público Estadual do Paraná.

A casa de um empresário em Higienópolis, em São Paulo (SP), é alvo de um mandado de busca e apreensão. O escritório político do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), em Maringá (PR), também é vasculhado por policiais nesta manhã. Barros é líder do governo na Câmara dos Deputados.

Primeiros resultados

Na casa do empresário em São Paulo, os agentes de segurança apreenderam dois computadores, um iPad, dois celulares, pen drives e outros equipamentos eletrônicos. Ele foi citado em uma delação premiada.

Os procuradores também investigam o deputado federal Ricardo Barros por suposto desvio de cerca de R$ 200 mil na compra de equipamentos eletrônicos e de energia em Curitiba, no Paraná, em 2011. O empresário investigado em São Paulo é amigo da família do parlamentar há mais de 30 anos.

Durante a apreensão dos equipamentos, o empresário disse que não tem envolvimento com o crime. Só confirmou ser amigo da família do parlamentar. Além disso, disse que o seu nome foi citado na delação como uma forma de represália.

Além do mandado em São Paulo, são cumpridos mandados em mais nove locais no Brasil. O R7 entrou em contato com a assessoria do parlamentar, que afirmou que em breve irá enviar um posicionamento.