Chega a 90 número de cidades em emergência por conta da estiagem no RS

Outras 13 prefeituras relataram danos pela falta de chuva mas ainda não emitiram decreto

Imagem: Divulgação FETAG

Subiu de 86 para 90 o número de cidades gaúchas que decretaram situação de emergência em função da estiagem no Rio Grande do Sul. Um dos municípios, Chuvisca, na Costa Doce, já teve o pedido homologado pela União. Os demais seguem no aguardo e no encaminhamento da documentação. Entraram para a relação os municípios de Minas do Leão, São Martinho da Serra, Santa Tereza e Tunas. Outras 13 prefeituras relataram danos pela falta de chuva mas ainda não emitiram decreto.

Por região, as mais afetadas até o momento foram o Vale do Rio Pardo, Centro-Serra, Central e Costa Doce. O governo estadual ressalta que os registros de emergência devem se dar por falta de água para consumo humano e prejuízos a pequenos agricultores, que tiveram a subsistência ameaçada. Uma vez decretada a situação de emergência, o prazo é de 20 dias para a cidade concluir o processo com o envio da documentação.

Uma das possibilidades, ainda, é de que o governo estadual emita um decreto de emergência coletivo afim de agilizar o socorro. A Defesa Civil Estadual também distribuiu reservatórios móveis para as comunidades mais afetadas – 23, até o momento. Foram emprestadas 36 unidades de Viniliq Pipa (reservatório de água móvel), com capacidade de 4,5 mil litros cada.