TSE adverte que não envia e-mails sobre cancelamento de título eleitoral

Corte informou que eleitores receberam mensagens pedindo atualização cadastral por meio de um link de origem duvidosa

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou, nesta sexta-feira, nota afirmando que não envia mensagens por e-mail ou por aplicativos de smartphones informando sobre o cancelamento de títulos de eleitor.

Segundo a nota, há relatos de pessoas que receberam e-mail pedindo a atualização da situação cadastral por meio de um link de origem duvidosa. “Essas mensagens são falsas e, provavelmente, usadas por criminosos para coletar informações das pessoas que podem, consequentemente, ser usadas em golpes”, adverte o comunicado.

De acordo com o TSE, apenas os inscritos como mesários podem receber avisos eletrônicos enviados por alguns tribunais regionais eleitorais (TREs) por e-mail. E, mesmo nesses casos, “somente mediante prévia e específica autorização do interessado”.

Para consultar a situação cadastral, o eleitor precisa entrar no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na internet, ou se dirigir ao cartório eleitoral mais próximo.