Seduc e Cpers divergem sobre redução do número de Coordenadorias Regionais de Educação

De acordo com a Seduc, o número de CREs podem ser reduzidas já que os meios digitais facilitam a comunicação

Estudantes. Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) divulgou nota informando que há estudos para uma reestruturação e diminuição do número de Coordenadorias Regionais de Educação (CREs). Atualmente, o Rio Grande do Sul tem 29 CREs espalhadas pelo interior e a Divisão Porto Alegre. As Coordenadorias foram criadas antes dos anos 2000 para agilizar a comunicação entre a Seduc e as mais de 2,5 mil escolas públicas da rede estadual.

Na nota, a Seduc informa que a “estrutura atual das CREs precisa ser otimizada para que gere ainda melhores resultados sem onerar os cofres públicos”. De acordo com a nota, através dos meios digitais de comunicação, os serviços públicos prestados pela secretaria podem ser mais eficazes e a máquina pública pode ser enxugada.

O CPERS – Sindicato dos Professores da rede pública estadual ensino – se manifestou contrário à medida. De acordo com a nota divulgada pela categoria, a redução do número de coordenarias “tornaria ainda mais precário o atendimento realizado pelo Estado aos(às) educadores(as), que dependem dos órgãos para encaminhar diversas demandas relativas à sua vida funcional, e dificultaria o acesso a direitos para uma categoria que já sofre com o descaso, a miserabilidade e a desvalorização”.