Sílvio Zago é definido como novo diretor-geral da Câmara de Porto Alegre

Ele ingressa no lugar de Tarso Boelter, que pediu afastamento do cargo após ter sido indiciado pela Polícia Civil

Entrada do Palácio Aloísio Filho, sede da Câmara de Porto Alegre (Foto: Ederson Nunes/CMPA)

A presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereadora Mônica Leal (PP), anunciou, nesta terça-feira, o nome de Sílvio Luís da Silva Zago para o cargo de diretor-geral da Casa. Filiado ao PP, Zago é servidor de carreira do Município há 24 anos e atualmente exerce o cargo de auditor de controle interno da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão.

Zago ingressa no lugar de Tarso Boelter, que pediu afastamento do cargo após ter sido indiciado pela Polícia Civil por corrupção passiva e organização criminosa, em uma investigação referente à época em que dirigia o extinto Departamento de Esgotos Pluviais (DEP).

Conforme o inquérito, entre 2015 e 2016, a Prefeitura firmou contratos com empresas para prestação de serviços de hidrojateamento e sucção de redes pluviais. Durante o período, foram fechados negócios de cerca de R$ 1,1 milhão, com 30% desse valor desviados ou revertidos em propina. Além de Tarso Boelter também foram indiciados, Francisco Mello, ex-diretor do DEP, três servidores, dois empresários e outros dois funcionários das contratadas pelo órgão municipal.

Quem é 

Sílvio Luís da Silva Zago é graduado em Ciências Contábeis e mestre em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), além de especialista em Auditoria e Perícia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs). Também é professor universitário.