Com reservas, Grêmio volta a vencer no Brasileirão

Douglas e Juninho Capixaba marcaram os dois gols sobre o Paraná, neste sábado, na Arena

Juninho Capixaba marcou de cabeça o segundo gol do Grêmio. Foto: Mauro Schaefer/CP

No dia em que completou 115 anos, o Grêmio venceu o lanterna Paraná Clube, por 2 a 0, na tarde deste sábado, na Arena. Com Marcelo Oliveira de zagueiro, Juninho Capixaba na lateral esquerda, Douglas e Alisson comandando o meio de campo e Thonny Anderson de centroavante, Renato Portaluppi optou por escalar um time alternativo devido à proximidade com a decisão contra o Atletico Tucumán, na Argentina, pela Libertadores. No primeiro tempo, a equipe dominou as ações ofensivas, mas criou pouco e o placar não foi modificado.

Na segunda etapa, Douglas, de pênalti, e Juninho Capixaba, de cabeça, marcaram os gols da 12ª vitória do clube em 25 rodadas. Com o placar, os visitantes passaram a atacar e deixaram espaços para os contra-ataques do Grêmio. Everton, Jean Pyerre e Marinho entraram e contribuíram para a melhora do desempenho do time.

Com o resultado, o Tricolor chega a 44 pontos, ultrapassa o Atlético-MG e passa ocupar a quinta colocação. Porém, se os mineiros vencerem o clássico contra Cruzeiro, no domingo, às 16h, voltam a passar a equipe de Renato Portaluppi na tabela. Já o Paraná segue na última colocação com 16 pontos.

Na próxima terça-feira, às 21h45min, o Grêmio enfrenta o Tucumán, pelo primeiro jogo das quartas de final da Libertadores. Pelo Brasileirão, o Tricolor volta a campo no próximo domingo, às 11h, na Arena, para enfrentar o Ceará, pela 26ª rodada do Brasileirão.

Grêmio domina as ações, mas cria pouco

Mesmo com o time reserva, o Grêmio dominou as ações ofensivas desde o apito inicial de Igor Junio Benevenuto de Oliveira, mas voltou a repetir as dificuldades para criar oportunidades de gols. Procurando bastante as laterais, o Tricolor chegou com perigo pela primeira vez, aos 13 minutos. Juninho Capixaba deu uma meia lua no adversário e cruzou da esquerda do ataque. Thonny Anderson bateu de fora da área e obrigou Richard a espalmar pelo lado direito. Na sequência, Alisson pegou o rebote, mas a bola avançou e o meia caiu dentro da área, próximo do goleiro paranista. Arbitragem entendeu como jogada normal e mandou seguir.

Nos 24 minutos seguintes, o Tricolor tinha a posse da bola, mas não conseguia furar a muralha defensiva do Paraná. Ainda usando as laterais, os comandados de Renato Portaluppi pressionavam o adversário em seu gramado, mas sem criar oportunidades de gol, já que o clube paranaense se defendia com 10 jogadores.

Aos 37, a melhor oportunidade do jogo. Léo Moura cruzou rasteiro, Alisson chegou chutando, a bola desviou no marcador e foi na direção da meta. Richard fez excelente defesa, mas a bola sobrou para Juninho Capixaba. O lateral bateu colocado e a esférica passou próximo ao poste esquerdo do Paraná.

Aos 40 minutos, o time de Curitiba reclamou de uma penalidade depois da bola bater no braço de Marcelo Oliveira. No entanto, a arbitragem entendeu que lance não foi intencional e mandou o jogo prosseguir.

Mesmo com os três minutos de acréscimos, depois de muita demora nas recomposições da bola pelo Paraná, o Grêmio não conseguiu abrir o placar e o primeiro tempo terminou com o placar fechado.

Douglas e Juninho Capixaba decretam a vitória

Logo nos primeiros minutos da etapa final, Thonny Anderson desviou uma bola de cabeça que passou perto da meta de Richard e, um minuto depois, Torito chutou da intermediária e a esférica passou próximo ao poste esquerdo de Paulo Victor. Aos sete, Alisson invadiu a área e foi derrubado por Igor. Um minuto depois, na cobrança do pênalti, Douglas cobrou no meio do gol e Richard saltou para o lado esquerdo. Grêmio 1 a 0.

Aos 10, Richard evitou o segundo gol do Grêmio. Alisson lançou Kaio em alta velocidade pela direita de ataque. O volante avançou área a dentro e bateu forte, Richard espalmou pela linha de fundo. Oito minutos depois, o Tricolor ampliou. Thonny Anderson roubou a bola no meio de campo e passou para Alisson. O meia cruzou da direita e Juninho Capixaba cabeceou por cima do goleiro Richard para ampliar. Grêmio 2 a 0.

O Paraná ensaiou uma reação, mas Renato Portaluppi colocou Everton na vaga de Pepê e Jean Pyerre na de Douglas e a equipe voltou a dominar as ações ofensivas. Aos 27, Alisson levantou na área, Junior afastou errado para o meio da área, Everton, de primeira, mandou uma bomba, mas a bola passou próxima do travessão e saiu pela linha de fundo.

Nove minutos depois, Thonny Anderson foi lançado nas costas da defesa, avançou área a dentro e passou para Alisson, mas a defesa se antecipou e afastou. A bola ainda voltou nos pés do atacante e a saiu pela linha de fundo. Renato ainda retirou Alisson, destaque da equipe, e colocou Marinho, que retornou de lesão. O Grêmio insistiu até o final pelo terceiro gol, mas não conseguiu ampliar.

Brasileirão – 25ª rodada

Grêmio 2

Paulo Victor; Léo Moura, Paulo Miranda, Marcelo Oliveira e Juninho Capixaba; Kaio, Matheus Henrique, Douglas (Jean Pyerre), Pepê (Everton) e Alisson (Marinho); Thonny Anderson.

Técnico: Renato Portaluppi.

Paraná 0

Richard; Júnior, Renê, Rayan e Igor; Leandro Vilela, Torito (Maicosuel), Alex Santana, Caio Henrique e Nadson (Felipe Augusto); Grampola (Ortigoza).

Técnico: Ademir Fesan (Claudinei Oliveira suspenso).

Gols: Douglas (8min/2ºT) e Juninho Capixaba (18min/2ºT)

Cartões amarelos: Marcelo Oliveira (G) e Igor (P)

Cartões vermelhos: –

Público: 20.198

Renda: R$ 481.246,00

Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza (ambos de MG)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).