Defesa Civil de Cruzeiro do Sul retirou 37 famílias de locais alagados

Apesar da estabilidade do Rio Taquari, autoridades seguem em alerta durante a semana em função das previsões de chuvas

Rio Taquari segue sendo motivo de preocupação para a população de Cruzeiro do Sul | Foto: Jean Hinterholz/ Prefeitura de Cruzeiro do Sul/CP

Na segunda-feira, a Defesa Civil de Cruzeiro do Sul foi informada pela Defesa Civil Estadual a respeito de novos prognósticos sobre a elevação das águas do Rio Taquari e seus afluentes. Em meio a mais uma enchente em 2024, a coordenadora municipal Débora Hickmann, recebeu o alerta sobre novos volumes de chuvas que estão sendo apontados para as regiões consideradas cabeceiras e fundamentais para o comportamento do nível do rio.

Porém, o nível do Rio Taquari estagnou em 24,13 metros, e o volume de chuvas previsto para a madrugada de terça nas cabeceiras do Rio Taquari não se confirmou. O volume nas últimas 12h ficou em 15mm. Esse cenário traz alívio quanto ao risco de repique do rio.

Na manhã desta quarta-feira, chove fraco na cidade, mas o volume de chuva ainda pode ser elevado, principalmente nas áreas de cabeceiras, mais ao norte do estado. O tempo instável segue até o fim da semana.

Diante disso, Débora pede que a comunidade fique atenta e faça contato caso verifique a necessidade de sair de casa. O telefone é o 51 98184-7952. Com a estabilidade no rio não houve a necessidade de retirar mais famílias de casa. Com isto, 37 seguem em locais como o pavilhão do Centro, o ginásio da localidade de Quinze de Novembro e o CTG Parque São Rafael ou ainda casas de familiares.

Autorização para voltar para casa

A Defesa Civil de Cruzeiro do Sul e a Prefeitura receberam nova Nota Técnica da empresa Magma Geologia e Meio Ambiente. No documento, o geólogo Leandro Petry, responsável técnico pelo monitoramento da área localizada na região central do município, após vistoria técnica, informa que é possível conduzir a reocupação da área em monitoramento, conhecida como morro, que fica localizada no centro e parte do bairro Italiano.

O documento aponta que a zona monitorada manteve-se estável e apresentou movimentos pouco expressivos nos últimos cinco dias. Ainda, tendo em vista as observações do período de 24 dias e as condições climáticas desse intervalo, pode-se afirmar que a área tem retomado sua estabilidade.

Desde o dia 23 de maio, quando houve uma evacuação preventiva e 65 famílias tiveram que sair de casa, a área vem sendo monitorada e pela segunda vez havia sido evacuada entre sexta e sábado, devido à previsão de chuvas torrenciais, que poderiam influenciar na movimentação do solo.

Contudo, o parecer técnico, que permite o retorno, exige que devem ser observadas e respeitadas as seguintes restrições: Será autorizado o acesso ao local apenas com veículos leves; É expressamente vetado o trânsito de veículos na Rua Bento Gonçalves, nas quadras entre as ruas Licínio Rocha de Azevedo e Barão do Cotegipe; É vetado o abastecimento de piscinas e reservatórios de água outrora inexistentes; É vetada a realização de qualquer obra de reforma, ampliação e construção sem a expressa autorização do responsável técnico; Deverão ser conservados os instrumentos de medições cinemáticas tais como pinos e pinturas no pavimento, a fim de não prejudicar o monitoramento da área; Caso seja constatada a suspeita do avanço de deformações no terreno ou nas estruturas presentes na área, o responsável técnico deverá ser imediatamente comunicado. Observados indicativos tais como: aumento de trincas; surgimento ou cessões de olhos d’água ou nascentes de água; alterações na qualidade das águas subterrâneas; inclinações em edificações, postes ou árvores; Caso os moradores não respeitem as recomendações anteriores, a área poderá novamente ser imediatamente evacuada.

Vale Forrageira

Diante da enchente que causou a perda de diversos documentos do setor, a Secretaria Municipal da Agricultura de Cruzeiro do Sul informa aos produtores rurais que tem direito ao vale para a aquisição de sementes de forrageiras (aveia/azevém, ervilhaca e etc), que poderão fazer a retirada diretamente nas agropecuárias credenciadas. A retirada dos insumos na cidade pode ser feita na AgroLodi no Centro; na Arla, de Linha Primavera, no Comércio Puhl, da Boa Esperança e na Casa do Campo, em São Rafael. O prazo para a retirada que seria final de maio, também foi prorrogado para junho.

Campanha de vacinação contra a gripe

A vacina contra a gripe foi liberada para todos os públicos acima de seis meses de idade. No momento da imunização é necessária a apresentação do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), documento de identidade e da carteira de vacinação. A Unidade Básica de Saúde Cleto Johner (Posto do Centro) funciona das 7h às 12h e das 13h às 17h. Já as ESF1 e ESF2 (Posto Antigo) atendem das 7h às 12h e das 13h às 16h.

Declaração Anual do Rebanho é prorrogada até 31 de julho

Em função da enchente que deixou o sistema do Governo do Estado for a do ar quase um mês, foi prorrogada o período para a declaração anual do rebanho. O prazo agora é até o dia 31 de julho A Declaração Anual de Rebanho produz um retrato mais detalhado sobre a produção pecuária no Rio Grande do Sul como: infraestrutura, controles sanitários e saldos dos rebanhos nas propriedades rurais do estado. Em Cruzeiro do Sul, o produtor pode fazer a Declaração Anual de Rebanho no Posto de Defesa Agropecuária, que funciona junto a Secretaria da Agricultura.