test

Exportações para a Argentina têm queda superior a 33% em cinco meses

Considerado apenas o mês de maio, a negócios com os hermanos recuaram 42,7%

Foto: Reuters

Em meio aos resultados das exportações brasileiras do mês de maio de 2024, de US$ 30,3 bilhões, uma informação envolvendo os parceiros do Mercosul chamou a atenção. Conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex/MDIC), os negócios com a Argentina somaram US$ 5 bilhões de janeiro a maio deste ano, uma queda de 33,1% em comparação ao mesmo período ano passado e uma fatia de 3,61 do total das negociações com os Hermanos, a menor para o período da série brasileira de exportações desde 1997.

Mas se, segundo a Secex, for considerado apenas o mês de maio, a exportação brasileira para a Argentina caiu 42,7%, representando apenas US$ 1,1 bilhão, enquanto para a Espanha foram vendidos US$ 1,51 bilhão em produtos brasileiros em maio. Mas considerando o período de janeiro a maio, a Argentina ainda é o terceiro país de destino dos embarques brasileiros. Automóveis e partes e peças de veículos são os produtos brasileiros mais exportados aos argentinos, itens que representam 24% do valor embarcado.

Já as importações brasileiras de produtos vindos do país vizinho ficaram estáveis, com total de US$ 5 bilhões e alta de 1,2% em relação a igual período de 2023. O déficit da balança brasileira com o país vizinho foi de US$ 0,02 bilhão.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile