test

Governo Federal reconhece decreto de calamidade do governo gaúcho

Ministro da Integração Nacional anunciou reconhecimento “sumário” do decreto

Governo Federal montou centro de comando no RS em função das chuvas | Foto: Ricardo Stuckert / PR / CP

O governo federal reconheceu o decreto de calamidade pública do governo do Rio Grande do Sul. A informação foi divulgada pelo ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, na tarde desta quinta-feira, 2, durante pronunciamento em Santa Maria. “Quando o governo decreta uma emergência, nós não temos esperado o dia seguinte para reconhecer. Conforme orientação do presidente, nós reconhecemos sumariamente o decreto do governo do Estado. Hoje, o governador Eduardo vai fazer uma atualização da Defesa Civil estadual e faz a republicação com o anexo dos municípios [afetados]”, afirmou o ministro.

O governo do RS decretou estado de calamidade pública em todo o estado por causa das fortes chuvas que atingem o estado desde a última sexta-feira. O decreto, que tem duração prevista de 180 dias. Conforme o governo estadual, o texto destaca que o RS está sendo atingido por “chuvas intensas, alagamentos, granizo, inundações, enxurradas e vendavais de grande intensidade, sendo classificados como desastres de Nível III – caracterizados por danos e prejuízos elevados”.

O decreto de estado de calamidade pública é o reconhecimento legal, pelo Poder Público, de uma situação anormal, provocada por desastres, e que causa sérios danos à comunidade afetada, inclusive à segurança e/ou à vida das pessoas. Durante o pronunciamento de autoridades em Santa Maria, o comandante do Exército, general Tomás Paiva, anunciou que as Forças Armadas colocaram à disposição oito aeronaves, podendo chegar a 16. Além disso, a operação conta com todas as tropas de engenharia dos três estados do Sul do Brasil.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, manifestou solidadriedade ao povo gaúcho, “um povo conhecido nacionalmente como povo trabalhador e que possivelmente não precisasse sofrer tanto em tão pouco tempo”. Lula também anunciou a criação de um comando regional em Santa Maria para concentrar informações e esforços no combate aos estragos causados pelas chuvas . “A gente não vai permitir que faltem recursos para que a gente possa reparar os danos causados. O governo federal estará 100% à disposição do Estado do Rio Grande do Sul”.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile