Free Porn

Produção de calçados deve crescer até 2,2% em 2024, diz Abicalçados

Produção deve ficar entre 873,4 milhões e 884,6 milhões de pares

Crédito: Divulgação/Abicalçados

A produção de calçados deve crescer entre 0,9% e 2,2% em 2024, em relação ao ano passado. A estimativa foi divulgada nesta terça-feira, 30, no eventomAnálise de Cenários,  realizado pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Com impulso importante do consumo doméstico, a produção deve ficar entre 873,4 milhões e 884,6 milhões de pares, o que mantém o Brasil como quinto maior produtor de calçados do mundo, o maior fora da Ásia.

Conforme o consultor setorial Marcos Lélis, embora a recuperação do setor esperada para 2024 seja baseada no mercado interno, o cenário internacional deve melhorar a partir da segunda parte do ano, principalmente em função da recuperação da economia dos Estados Unidos, principal destino do calçado brasileiro no exterior. Tendo crescido 2,5% no ano passado, a economia norte-americana deve crescer mais 2,7% em 2024, isso em um ambiente de pleno emprego e com consumo doméstico em crescimento. Por outro lado, as previsões para 2024 apontam para revezes em mercados também relevantes para o calçado brasileiro, com crescimentos pífios das economias da Zona do Euro (+0,8%) e Colômbia (+1,1%) e uma queda importante no PIB argentino (-2,8%).

MERCADO INTERNO

No Brasil, conforme Lélis, a previsão do crescimento do PIB em 2024, de 2,2%, irá refletir a queda no desemprego (7,9%, conforme IBGE, menor nível desde 2015) e o aumento do salário real. “O problema do mercado doméstico segue sendo o alto endividamento das famílias. Hoje, 48% da renda das famílias estão comprometidas com dívidas, o que deixa pouco espaço para consumo de bens não essenciais”, avalia. A inflação, embora dentro da meta, volta a sentir os impactos do aumento nos preços dos alimentos, o que deve segurar uma queda maior dos juros e consequentemente segurar o crescimento econômico.

Diante da retomada da produção chinesa, após um período de restrições em função da pandemia de Covid-19, a normalização dos preços dos fretes marítimos e as dificuldades na economia norte-americana, o setor calçadista viu sua produção recuar 2,3% em 2023, com impacto preponderante das exportações, que caíram 16,6%.

O Análise de Cenários marcou também o lançamento da edição 2024 do Relatório Setorial Indústria de Calçados, desenvolvido pela Abicalçados. A publicação traz mais de 70 páginas com dados detalhados do mercado mundial e brasileiro de calçados, como produção, exportações, importações, empregos, entre outros, além de projeções do setor para o ano de 2024. A publicação pode ser acessada gratuitamente no link.

PROJEÇÕES 2024

  • Produção de calçados: +0,9% a +2,2% ( 873,4 milhões a 884,6 milhões de pares)
  • Exportação de calçados: -5% a -9,7% (106,9 milhões a 112,4 milhões de pares)
  • Consumo aparente: +2,4% a +3,8% (793,8 milhões a 805 milhões de pares)

Fonte: Relatório Setorial Indústria de Calçados do Brasil.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile