test

Em 2022, incêndio em pousada da rede Garoa matou uma pessoa e feriu outras 11 em Porto Alegre

Prefeitura da Capital mantém convênio com empreendimento para vagas para pessoas com vulnerabilidade

Incêndio em pousada Garoa matou homem e deixou 11 pessoas feridas no Centro de Porto Alegre em novembro de 2022 | Foto: Onildo Reis / Record RS / CP Memória

O incêndio que matou dez pessoas na madrugada desta sexta-feira em uma pousada da região central de Porto Alegre não é um incidente inédito. Em novembro de 2022, na mesma rede responsável pelo prédio incendiado hoje, um homem morreu e outras 11 pessoas ficaram feridas após o fogo consumir parte do edifício de cinco andares localizado na rua Jerônimo Coelho.

A rede de pousadas Garoa possui pelo menos dez unidades em Porto Alegre, espalhadas pelo Centro, zona Leste, Norte e Extremo-Sul da Capital. Por oferecer preços mais acessíveis, algumas unidades servem de moradia para imigrantes e pessoas em situação de vulnerabilidade.

A Prefeitura de Porto Alegre mantém convênio pagando parte dos custos de algumas pessoas nestes locais. A parceria estava ativa tanto na unidade que foi incendiada nesta madrugada quanto no prédio que pegou fogo em 2022.

No sinistro de 17 meses atrás, todos os feridos foram levados ao Hospital de Pronto Socorro. No grupo havia três mulheres. Duas se feriram com gravidade. Moradores que conseguiram escapar das chamas na ocasião relataram ao Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul que tiveram dificuldades para deixar o prédio no momento da propagação das chamas. Uma fumaça tóxica espalhou-se por todo o imóvel. O local foi interditado pela Defesa Civil.

 

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile