test

Denarc apreende flor de maconha da Colômbia, brownies e mais de 130 quilos de drogas em Canoas

Prejuízo ao crime organizado é estimado em R$ 500 mil

Foto: Polícia Civil

Um homem de 33 anos foi preso com 130 quilos de maconha prensada e dois quilos do tipo skunk, no bairro Mathias Velho, em Canoas. Houve ainda apreensão 1,5 quilos de cocaína. O que mais chamou atenção dos policiais, no entanto, foi uma flor de maconha importada da Colômbia e brownies recheados do entorpecente.

A ação ocorreu na quarta-feira, na chamada Operação Medelin, coordenada por agentes da 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (1ª Din/Denarc). Três meses de investigação precederam a ofensiva, que gerou prejuízo estimado em R$ 500 mil ao crime organizado

De acordo com o delegado Gabriel Borges, o tráfico ocorria na modalidade telentrega. Além disso, não foram localizadas drogas com empacotadas para envio do correio, o que indica que o tráfico se estendia ao interior e outros estados.

O suspeito foi preso quando saia de casa em um veículo. No interior do automóvel, foram localizados 10 quilos de maconha. O restante das drogas estava no interior da residência.

Uma flor de maconha colombiana, chamada por usuários de ‘colombian gold’, surpreendeu os policiais. Trata-se de uma planta fêmea com alta produção do princípio ativo da droga. A espécie é originária das montanhas no país vizinha e tem alto teor entorpecente, o que também aumento seu valor no tráfico.

Por fim, também chamou atenção uma porção de brownies recheados com manteiga de maconha e brindes, como sedas saborizadas, que eram distribuídos aos compradores. A ideia dos traficantes era fidelizar usuários.

O esquema era coordenado por um traficante conhecido como “Traquinas”. Ele cumpre pena na Penitenciária Estadual do Jacuí (Pej).

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile