test

Polícia investiga morte de engenheiro esfaqueado 20 vezes em Santa Cruz do Sul

Caso é tratado como legítima defesa

A Polícia Civil investiga a morte de um engenheiro civil, de 36 anos, em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo. Ele foi esfaqueado por uma mulher, que admitiu a autoria do crime, na última sexta-feira. O caso é tratado como legítima defesa.

Imagens de câmeras de segurança flagraram uma briga entre os dois, em frente ao prédio onde a investigada mora com o filho adolescente. Na sequência, eles entraram no imóvel, onde o homem foi morto com mais de 20 facadas.

A mulher chegou a ser presa em flagrante, mas recebeu liberdade provisória. Foi o filho dela que alerto a polícia sobre o ocorrido. De acordo com o depoimento dele, a mãe esfaqueou o engenheiro na tentativa de se defender de agressões.

De acordo com a investigação, o engenheiro já havia sido preso por descumprimento de medida de proteção judicial de uma ex-companheira e teria problemas psiquiátricos. Nas redes sociais, familiares dele confirmaram a prisão e destacaram que ele passava por problemas de saúde.

Na mesma postagem, eles afirmam que são alvo de ameaças e de notícias falsas. A família do engenheiro disse ainda que vai comunicar os fatos à DP do município.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile