Defesa Civil de Bagé resgata homem, após aparelho de oxigênio parar de funcionar por falta de energia

O problema ocorreu, pois o item depende de energia elétrica, que teve seu fornecimento interrompido pelo temporal

Forte vento que atingiu Bagé arrancou árvores e deixou a cidade sem luz | Foto: Defesa Civil de Bagé / CP

Em Bagé, na Campanha, durante a madrugada a Guarda Municipal e a Defesa Civil realizaram três atendimentos devido aos ventos fortes causados por uma frente fria que chegou ao Estado. O primeiro, nas esquinas entre as ruas Melanie Garnier e Ari Silveira Dias. O segundo na rua 800, no bairro Habitar Brasil, e, o terceiro, no auxílio a um homem que usa oxigênio e que depende da energia elétrica para continuar o tratamento. Ele foi encaminhado ao Pronto Socorro.

As equipes também desobstruíram vias, com a retirada de galhos e árvores caídas na zona central. Três postes caíram entre as ruas Domingos G. Mércio, na Bagé com Cantalício Barbosa. Até 5h45min desta quinta-feira, 80% da cidade estava sem energia elétrica, e a Guarda Municipal realiza patrulhamento preventivo em diversas regiões da cidade.

Por volta das 10h45min, a zona Oeste da cidade, que inclui os bairros Floresta, Santa Cecília, Menino Deus, Vila Gaúcha, Tiarajú, Prado Velho, Moriá, Ebenezer, Passo das Pedras, Brum, Tupã, Arvorezinha, algumas partes do centro, como a Avenida Santa Tecla e arredores da Praça das Carretas seguiam sem energia elétrica.

Há problemas nos sinais de três companhias de telefonia celular, por isto, há algum possível atraso no atendimento para a mitigação dos danos do temporal. O telefone 153 da Defesa Civil também teve problema temporário de funcionamento, retornando a partir das 3h40min.

Por volta das 11h, a telefonia móvel ainda não estava funcionando plenamente em Bagé, o que causou transtornos referentes ao uso de cartões, Pix e métodos de pagamentos digitais.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile