CPI da CEEE Equatorial já tem data para ser instalada na Câmara de Porto Alegre

Por desinteresse de vereadores, a composição da comissão ainda não foi totalmente definida

Proposta pela vereadora Cláudia Araújo (PSD), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que visa investigar a atuação da CEEE Equatorial em Porto Alegre deverá ser instalada na próxima quinta-feira na Câmara da Capital, segundo a autora. Nas semanas seguintes, serão realizadas as reuniões e as oitivas com os convidados.

Apesar de apenas dez parlamentares não terem assinado a proposição, que contou com a ampla adesão da base, oposição e partidos independentes, a composição da CPI ainda não foi finalizada. Nos bastidores, vereadores relatam que um dos motivos para a demora é o desinteresse na participação, principalmente dos apoiadores do prefeito Sebastião Melo (MDB).

Até o momento da publicação da matéria, além da presidente Cláudia, a CPI já conta com as indicações de sete representantes, de um total de 12. São eles: Roberto Robaina (PSol), Adeli Sell (PT) e Giovani Culau (PCdoB) pelo bloco da oposição, Pablo Melo (MDB), Comandante Nádia (PP), Márcio Bins Ely (PDT) e Alvoni Medina (Republicanos).

A tendência é que Conselheiro Marcelo represente o PSDB e Tiago Albrecht seja indicado pelo Novo. O bloco formado por PL, Cidadania e PRD, que contará com duas representações, ainda não decidiu os membros.

Caso as bancadas não apresentem os nomes até a próxima sexta-feira, 16 de fevereiro, caberá ao presidente da Casa, Mauro Pinheiro (PL), escolher a constituição da comissão.

Motivos

Os movimentos para a abertura do pedido da CPI surgiram motivados, principalmente, pelos efeitos do temporal que atingiu Porto Alegre no dia 16 de janeiro e causaram prejuízos, em diversos pontos da cidade, pela falta de energia elétrica e pela falta de respostas sobre a retomada dos serviços aos consumidores por parte da concessionária.

Inclusive, Melo criticou o atendimento da companhia, em publicação no X. “Já que a direção da CEEE Equatorial não atende o telefone nas últimas horas, fazemos um apelo para que alguém da empresa compareça ao Ceic (Centro Integrado de Comando de Porto Alegre) e nos auxilie na governança conjunta para retomar a normalidade. Não há abastecimento de água sem energia!”, escreveu o prefeito no dia seguinte ao temporal. Cláudia, que presidirá a CPI, é vice-líder do governo no Legislativo.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile