Casal dono de 100 casas de jogos de azar no RS é alvo de operação

Investigados movimentaram mais de R$ 10 milhões

Draco desencadeou segunda fase da Operação Fortuna | Foto: Polícia Civil / CP

Policiais civis da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deflagraram nesta segunda-feira a Operação Fortuna II, cujo objetivo é desarticular um esquema de lavagem de dinheiro relacionado à exploração de jogos de azar em diversos municípios do estado. O principal alvo da ação é um casal que mora em Novo Hamburgo e seria dono de aproximadamente 100 casas de jogos.

As investigações apontam que grupo o movimentou mais de R$ 10 milhões, proveniente das casas de jogos. Devido a isso, foi constatado que os suspeitos tiverem uma rápida evolução patrimonial, com aquisição de imóveis luxuosos na região Metropolitana e no litoral Norte.

O delegado Guilherme Calderipe, que comanda a ofensiva , não descarta que os investigados tenham envolvimento com uma facção com base no Vale do Sinos. “Estamos apurando se houve um esquema de proteção do grupo envolvendo facções”, destacou.

Subornos a agentes da Segurança Pública também estão sendo apurados na operação.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile