Igreja Universal recebe homenagem na Câmara de Porto Alegre por 45 anos de fundação

Celebração foi promovida pelos vereadores Alvoni Medina e José Freitas, da bancada do Republicanos

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre foi o local escolhido para a celebração dos 45 anos de fundação da Igreja Universal do Reino de Deus. (Foto: Marcel Horowitz)

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre, na noite desta terça-feira, foi o local escolhido para a celebração dos 45 anos de fundação da Igreja Universal do Reino de Deus. Proposta pelos vereadores Alvoni Medina e José Freitas, da bancada do Republicanos, a homenagem contou com a presença de líderes da congregação e autoridades dos poderes executivo e legislativo da capital.

Vereador José Freitas, da bancada do Republicanos. (Foto: Marcel Horowitz)

“A cura e a libertação são os trabalhos da Universal. Além da sua importância para a sociedade, este serviço gera economia para os governos em questões de saúde e de políticas sociais”, declarou Freitas. “O governo economiza uma cifra muito alta com programas para o tratamento de vícios, por exemplo. Isso também fica evidente através do trabalho de doação de milhares de toneladas alimentos que realizamos semanalmente, como ficou claro durante o período da pandemia”, complementou o autor da Lei 12.735/2020, que determina o dia 9 de julho como ‘Dia da Igreja Universal do Reino de Deus’.

Vereador Alvoni Medina (Republicanos). Foto: Marcel Horowitz

Membro da congregação há 35 anos, o vereador Alvoni Medina destacou a presença da Universal em mais de 142 países. “Hoje temos milhões de pessoas que estão sendo salvas e fazer esta homenagem é muito gratificante para a gente. Para quem chega na Igreja sem esperança e com a vida destruída, não tem preço ouvir uma mensagem de conforto e ser recebido na porta que foi aberta através do sonho e da coragem do bispo Edir Macedo” disse o parlamentar.

Da esquerda para direita:
O diretor geral da Rádio Guaíba, Jefferson Torres, o presidente do Grupo Record RS, Carlos Alves, e o diretor-presidente do Correio do Povo, Sidney Costa . (Foto: Marcel Horowitz)

O diretor geral da Rádio Guaíba, Jefferson Torres, o diretor-presidente do Correio do Povo, Sidney Costa e o presidente do Grupo Record RS, Carlos Alves, também marcaram presença na cerimônia. Em nome dos três veículos, o líder do jornal falou sobre a difusão da fé através dos meios de comunicação durante seu pronunciamento na tribuna do plenário Otávio Rocha.

“Hoje utilizamos todos os meios de comunicação existentes e não medimos esforços, pois sabemos que só há uma forma de alcançar o maior número de vidas possíveis e atender o chamado de Deus”, afirmou Costa. “Atualmente dispomos de todas as formas de comunicação para anunciar o evangelho”, complementou o diretor.

O deputado estadual Sergio Peres (Republicanos) também discursou durante a homenagem. Em um depoimento de cunho pessoal, o parlamentar mencionou o papel fundamental da Igreja Universal para o seu casamento e, por diversas vezes, se emocionou ao relembrar de episódios que permearam a sua trajetória na instituição.

O deputado estadual Sergio Peres (Republicanos). Foto: Marcel Horowitz

Importância social

Entre os assuntos da noite, as obras e projetos sociais realizados pela Igreja Universal do Reino de Deus ocuparam lugar de destaque. Para o prefeito de Porto Alegre Sebastião Melo (MDB) a Universal atinge pessoas e locais fora do alcance do poder público.

Sebastião Melo (MDB), prefeito de Porto Alegre. (Foto: Marcel Horowitz)

“Uma igreja deve ter ação e oração, e a Universal cumpre isto. Ela chega, por vezes, aonde o poder público não chega, e resgata pessoas que estão no fundo do poço. Por isso, homenagear a Universal é homenagear a vida”, declarou o chefe do executivo municipal.

Idenir Cecchim (MDB), presidente da Câmara também ressaltou a importância do trabalho da Igreja Universal com os mais pobres. Na visão do vereador, mais do que a celebração de uma data, a solenidade marcou a comemoração do resgate e do acolhimento de pessoas em situação de precariedade social.

Na visão do bispo Guaracy Santos, a Universal é o maior auxiliar do poder executivo em termos de assistência social. O líder estadual da instituição destacou o grande número de voluntários que a Igreja dispõe para por em prática iniciativas de auxílio aos menos favorecidos país afora.

“O Poder público não tem o contingente que nós temos. Nossa força é esta multidão de voluntários no Brasil inteiro e que acaba favorecendo os governos. E, graças a Deus, muitos governantes já entenderam isso”, destacou o bispo. “Somos os grandes aliados dos governos no tocante ao resgate do social e no socorro aos necessitados. Realizamos trabalhos para curar dependentes químicos, depressivos, bipolares e todo o tipo de gente que chega, todos os dias, para nos pedir ajuda. Mostramos para estas pessoas que há solução para os seus problemas”, enfatizou o chefe da congregação no RS.

Bispo Guaracy Santos, líder estadual da Igreja Universal no RS. (Foto: Marcel Horowitz)

Responsável por comandar os trabalhos da Igreja nas penitenciárias gaúchas, Charles Almeida de Aguiar é o coordenador de um grupo de voluntários que atua em cerca de metade das 152 cadeias no Estado. Na visão do pastor, a Universal presta um serviço indispensável para a ressocialização dos detentos

“Oferecemos aos presos cursos técnicos que beneficiam a casa prisional e o prisioneiro. Além disso, também fazemos um trabalho de acolhimento das famílias destes apenados”, afirma Charles. “Atendemos também os servidores das penitenciárias. Então hoje nosso trabalho é composto de diversas atividades”, disse o líder da iniciativa ‘Universal nos Presídios” (UNP).

Fé que atravessa gerações

A celebração de mais de quatro décadas de existência da instituição reuniu fiéis de diversas faixas etárias. Na plateia, que lotou as dependências do plenário Otávio Rocha, adolescentes e idosos prestigiaram o evento unidos pela mesma crença.

Bibiana da Silva Silveira da Rosa é membro da Universal há 32 anos. Ela relata que, antes de frequentar os cultos, sofria de depressão. Porém, através da insistência de sua mãe, ela entrou em contato com a fé que solucionou o medo e a angustia que sentia até então. “Antes, eu achava que jamais seria feliz na minha vida sentimental. Hoje, sou casada há 17 anos. Tudo o que conquistei foi através da fé”, relata a obreira.

Para Laura Gouveia Franco, de 20 anos, a busca por felicidade perene serviu de mola propulsora para a fé.  “Eu buscava uma felicidade que, na realidade, era apenas temporária. Antes, eu era uma pessoa perturbada e insegura mas, agora, me sinto alguém feliz e livre”, relata a jovem integrante do movimento Força Jovem Universal (FJU).

Igreja Universal do Reino de Deus completa 45 anos de fundação neste sábado. Foto: (Marcel Horowitz)

 

 

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile