Julgamento de acusados pela morte de PM em São Gabriel começa na quarta-feira

Dez réus respondem pelo assassinato de Bento Júnior Teixeira Borges, em um posto de gasolina, no ano de 2016

O julgamento dos dez acusados de participar da morte do policial militar Bento Júnior Teixeira Borges, de 36 anos, em 25 de dezembro de 2016, começa nesta quarta-feira, em São Gabriel, na fronteira Oeste. Seis réus (Adriel Gomes Corrêa, Anderson Martins Pedroso, Sílvio Jobim D’ Ávila, Robison Carvalho Pereira, Paulo César dos Santos Ferrer e Alan Costa Rieffel) serão ouvidos pelo júri popular. Os demais (Roberto Carlos Carvalho Pereira, Giovani Castro Morback, Anderson Varreira dos Santos e Patrick Cassal Madri) tiveram julgamento marcado para 24 de agosto.

Além da acusação por homicídio qualificado, todos os réus também respondem pelo crime de corrupção de menores e, parte deles, por dano. Os dez acusados seguem presos preventivamente.

Crime 

O assassinato do PM ocorreu em um posto de gasolina após uma briga de casal. O desentendimento resultou em uma confusão envolvendo um grande número de pessoas e o policial, de folga, disparou tiros para tentar conter o tumulto, que resultou na morte de um adolescente e feriu outras duas pessoas.

O policial acabou sendo desarmado, espancado e esfaqueado por um grupo de pessoas, envolvendo adultos e adolescentes. Mesmo levado com vida ao hospital, ele não resistiu.