Onda de furtos de equipamentos do Dmae gera prejuízo e preocupação na capital

Estatal contabilizou 1.376 hidrômetros furtados no primeiro semestre de 2022

Foto:Roberta Brum / PMPA

Representantes do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) recorreram à Secretaria Municipal de Segurança, nesta quarta-feira, pedindo apoio diante da onda de furtos de hidrômetros registrada desde o início do ano. De acordo com a estatal, 1.376 peças foram levadas desde o mês de janeiro.

“O Dmae perde muito com os furtos. Estamos com uma média de 17 hidrômetros furtados por dia. Além do equipamento, o Departamento perde no faturamento sobre a água consumida”, declarou Alexandre Garcia, diretor-geral do Dmae. Ele alertou, ainda, que o desperdício de água potável também é uma das consequências da ação.

O furto da peça resulta no desabastecimento imediato do usuário, que se obriga a arcar com o custo de reposição, incluído na conta de água. A despesa média, de R$ 128,50, pode ser ainda maior caso o local tenha sido danificado.

Para combater a onda de furtos, o monitoramento de câmeras e o patrulhamento da Guarda Municipal serão expandidos na área central da cidade. A lista de crimes é encabeçada pelos bairros Floresta, Centro Histórico e Independência. Já os bairros Cristal, Medianeira e Santa Teresa possuem os maiores índices de furtos na zona Sul de Porto Alegre.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile