Bolsonaro alega a apoiadores ter participado de “jantar institucional”

Arthur Lira, Rodrigo Pacheco, Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, outros ministros do STF e parlamentares participaram do evento, nessa quarta-feira

Foto: Alan Santos / PR / Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quinta-feira, que o jantar que reuniu a cúpula dos Três Poderes, realizado na residência oficial da Câmara dos Deputados na noite dessa quarta-feira, teve caráter “institucional”. “Ontem fui num jantar aqui. Quem estava no jantar? Um jantar institucional convidado pelo Arthur Lira. Estavam lá Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, um cara do PCdoB de São Paulo, Lewandowski. Cada um pensa o que quiser dessas pessoas ou de mim”, contou Bolsonaro durante conversa com apoiadores.

Lira ofereceu o jantar em homenagem a Gilmar Mendes, que completa 20 anos como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Participaram o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e os ministros do Judiciário Alexandre de Moraes — desafeto do chefe do Executivo —, Ricardo Lewandowski, Kassio Nunes Marques e André Mendonça.

Do governo, marcaram presença os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Anderson Torres (Justiça e Segurança Pública). Cotado para ser vice de Bolsonaro na chapa à reeleição, o assessor especial e ex-comandante da Defesa Braga Netto esteve também. A reportagem apurou que parlamentares da oposição também participaram, entre eles Orlando Silva (PCdoB-SP) e Reginaldo Lopes (PT-MG).