Governo brasileiro condena agressões contra Juan Guaidó na Venezuela

Líder de oposição foi alvo de grupo enfurecido durante visita a um restaurante da região

Por meio do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), o governo brasileiro condenou as agressões sofridas por Juan Guaidó, líder da oposição na Venezuela. Guaidó é reconhecido pelo Brasil como presidente encarregado do país que está sob o regime de Nicolás Maduro. No texto, o governo federal se solidarizou com o político.

Guaidó foi atacado durante visita a um restaurante no estado de Cojedes. Ele foi hostilizado por um grupo que estava no local, foi empurrado e chegou a ter cadeiras arremessadas contra ele. Quando os atos de violência começaram, Juan Guaidó foi levado às pressas por sua equipe para um carro e saiu do local.

“O Governo brasileiro se solidariza com o Presidente Encarregado da Venezuela, Juan Guaidó, e manifesta sua condenação aos novos atos de violência dirigidos contra ele e sua comitiva, no estado de Cojedes, no dia de ontem”, informa a nota divulgada pelo Itamaraty.

“O Governo brasileiro reitera seu apoio à retomada do diálogo nacional na Venezuela, com vistas à realização de eleições presidenciais livres e justas, passo necessário para a superação da crise multidimensional naquele país”, completa o texto.

A deputada Nosliw Rodríguez, ligada a Nicolás Maduro, é acusada de comandar a agressão. Tiros foram disparados contra o veículo em que estava o político após ele deixar o restaurante.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile