Equatorial avalia fazer oferta pública de ações ordinárias

Foto: Divulgação / UFP / CP

A Equatorial, que em março de 2021 venceu o leilão de privatização da CEEE-D como única proponente e pelo valor de R$ 100 mil, comunicou ao mercado que avalia a possibilidade de realizar uma eventual oferta pública de ações ordinárias, e que já iniciou o processo de envolvimento de instituições financeiras.

O fato relevante da elétrica foi divulgado após notícias de que a companhia está se preparando para levantar cerca de R$ 3,5 bilhões por meio de um follow-on. Entretanto, até o momento não ficou definido nem teve a aprovação do conselho de administração sobre “a efetiva contratação dos coordenadores, a realização da oferta, seus termos e condições, inclusive montantes envolvidos e seu cronograma, ou outras possíveis operações para captação de recursos”.

A companhia aliás, comunicou seu novo presidente, menos de seis meses depois de assumir o comando da CEEE-D. Raimundo Barreto Bastos substitui Maurício Velloso, que comandava a operação desde 14 de julho de 2021.