Justiça Eleitoral cassa mandatos do prefeito e do vice de Uruguaiana

Ronnie Mello e Fernando Tarragó foram acusados pelo MP de contratação de funcionários fantasmas para varrição da cidade. Ambos seguem nos cargos e vão recorrer ao TRE

Foto: Ascom / PMU / Divulgação

A Justiça Eleitoral decidiu, em primeira instância, pela cassação dos mandatos do prefeito de Uruguaiana, Ronnie Mello (PP), e do vice-prefeito, Fernando Tarragó (Republicanos), chapa que venceu as eleições municipais em 2020. Ambos foram acusados pelo Ministério Público de contratação, por meio de empresa terceirizada, de funcionários fantasmas para varrição da cidade, direcionando os recursos à campanha eleitoral do ano passado.

Em nota, o prefeito considerou que a decisão se baseia em elementos “infundados, inverídicos e comprometidos”, além de representar um “desrespeito aos mais de 72% de eleitores” que o levaram a um segundo mandato. Mello afirmou ainda que ele e o vice seguirão cumprindo os mandatos, já que sequer há pedido de afastamento dos cargos no processo julgado nesta segunda.

O prefeito também se disse confiante de que vai conseguir reverter a decisão no Tribunal Regional Eleitoral.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile