Exportações gaúchas crescem 41,8% em setembro sobre 2020

Estoques estiveram abaixo do planejado, mas ainda estão longe do pico negativo de 2020. Foto: José Paulo Lacerda/CNI

As exportações da indústria de transformação do Rio Grande do Sul apresentaram um movimento de US$ 1,2 bilhão em setembro, 41,8% maior em relação ao mesmo mês de 2020. Conforme dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), entre janeiro e setembro deste ano foram US$ 10,1 bilhões, 34,2% acima do acumulado no mesmo período do ano passado.

A maioria dos setores exportadores gaúchos continua incrementando suas vendas, inclusive com resultados superiores aos de dois anos atrás, antes de começar a crise provocada pela pandemia. As exportações nos nove primeiros meses de 2021 situam-se 5,9% acima do acumulado de janeiro a setembro de 2019, e em nível semelhante ao total somado ao final de 2020, que foi US$ 10,4 bilhões.

Na análise dos 24 segmentos que registraram embarques, 17 aumentaram o valor vendido ante setembro de 2020. Entre os grandes exportadores, somente Tabaco, com -40,7%, e Veículos automotores, com -16,6%, recuaram.

O maior destaque positivo foi Alimentos, com US$ 202,6 milhões comercializados a mais do que no mesmo mês do ano passado, crescendo 76,7%. As vendas de farelo e óleo de soja e do complexo carne garantiram esse desempenho, influenciadas pelas altas na demanda de Índia, China, Espanha, Emirados Árabes e Coreia do Sul.