DEM e PSL devem anunciar fusão dos partidos no dia 21

A coalizão das duas legendas, que se encontra em fase final, pode resultar no maior partido do país, com mais de 80 parlamentares

Monumento às vítimas de Covid será erguido em frente ao Congresso Nacional. Foto: Alina Souza / CP Memória

O Democratas (DEM) e o Partido Social Liberal (PSL) devem anunciar a fusão dos partidos no próximo 21 de setembro, em Brasília. Políticos têm feito convites, de forma informal, para a cerimônia. A coalizão das duas legendas, que se encontra em fase final, pode resultar no maior partido do país, com mais de 80 parlamentares. Isso porque o PSL tem 53 parlamentares na Câmara dos Deputados, e o DEM, 28. Dessa forma, totalizariam 81 deputados. O novo nome da sigla ainda é analisado. Fontes relataram que o número, contudo, deve ser o 25, do DEM – o 17, do PSL, deve ser descartado.

A coalizão entre os partidos ocorre em meio a divergências de filiados. Filiado ao DEM e ministro do Trabalho e da Previdência Social, Onyx Lorenzoni criticou uma nota divulgada por seu partido e o PSL, em conjunta, contra o discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas manifestações de 7 de setembro.

Ex-presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia afirmou que foi traído pelo presidente do DEM, ACM Neto, e, por isso, deixou a sigla.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Sair da versão mobile