Após concessão, valor dos pedágios nas rodovias estaduais pode variar de cinco a dez reais

Serão criadas dez novas praças; nove serão mantidas, e três realocadas

Eduardo Leite agradeceu mensagens de apoio após relevar orientação sexual | Foto: Itamar Aguiar/ Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite (PSDB) atribui à indisponibilidade de recursos próprios para investimentos a necessidade de criação de dez novos pedágios nas rodovias estaduais gaúchas. As praças, que começam a operar assim que os trechos forem leiloados, constam no estudo de concessão das estradas à iniciativa privada.

Em entrevista coletiva, realizada na manhã desta quinta-feira (17), o político afirmou que nove pontos de pagamento, já existentes, serão mantidos nos mesmos locais. Outros três serão realocados, com o objetivo de otimizar a arrecadação. O posicionamento das praças foi definido com base nas características das rodovias.

“A análise é feita com base no que se deseja de investimentos, no fluxo de veículos e no perfil das rodovias. É importante que os pedágios não estejam nos locais adequados – tanto do ponto de vista da segurança viária, quanto da distribuição delas ao longo do trecho”, explica Leite.

A estrada com mais pedágios após a transferência da administração deverá ser a ERS-122. Por lá, estão previstas quatro praças entre os quilômetros 22 e 132. As propostas de valores mínimo e máximo das tarifas já estão disponíveis, mas o preço final só será conhecido a partir do arremate dos trechos, previsto para dezembro.

Descontos

O modelo da concessão, desenvolvido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), não prevê descontos para os moradores das regiões onde os pedágios serão instalados. Entretanto, o valor da tarifa (confira tabela abaixo) será reduzido, progressivamente, à medida em que os motoristas acumularem passagens pelas praças.

“Quando a gente fala de desconto para o usuário frequente, levamos em consideração a passagem. É contabilizada tanto a ida, quanto a volta. Então, estabelecemos 20 passagens por mês para garantir o desconto máximo, de 20%. O controle será eletrônico”, destaca o secretário extraordinário de Parcerias, Leonardo Busatto.

Proprietários de veículos leves que aderirem ao pagamento automático, por meio de TAG, terão desconto imediato de 5%. A redução chegará a 10% para os condutores que fizerem de 4 a 7 viagens em um trecho. Também estão previstos abatimentos de 12,5% (de 8 a 11 passagens), 15% (de 12 a 15), 17,5% (de 16 a 19) e 20% (mais de 20).

Futuro da EGR

Segundo o Palácio Piratini, a tendência é de que a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) seja extinta após a troca na administração das estradas que, hoje, são geridas pela estatal. Entretanto, Eduardo Leite garantiu que a questão ainda não foi definida, já que o corpo técnico da companhia pode ser aproveitado em outras funções.

“A gente projeta ter os contratos assinados na metade do ano que vem. Até lá, a EGR continua operando essas estradas. Esse tempo será usado para a análise do que será feito, efetivamente, com a estatal – se será encaminhada a sua extinção, ou se aproveitaremos ela como uma empresa de projetos, fiscalização de obras”, ressalta o governador.

Possíveis tarifas dos novos pedágios

RODOVIA LOCALIZAÇÃO TARIFA MÍNIMA E MÁXIMA
ERS-239 Parobé (km 20) R$ 5,28 – R$ 7,05
ERS-474 Santo Antônio da Patrulha (km 20,2) R$ 6,22 – R$ 8,30
ERS-040 Viamão (km 51,3) R$ 7,73 – R$ 10,31
ERS-115 Três Coroas (km 23) R$ 5,68 – R$ 7,58
ERS-235 Gramado (km 27,2) R$ 5,74 – R$ 7,66
ERS-235 São Francisco de Paula (km 53,1) R$ 5,60 – R$ 7,47
ERS-020 Taquara (km 60,3) R$ 5,81 – R$ 7,75
ERS-020 Morungava (km 22,9) R$ 5,88 – R$ 7,84
ERS-118 Gravataí (km 22,6) R$ 5,54 – R$ 7,39
ERS-130 Encantado (km 94) R$ 6,89 – R$ 9,19
ERS-453 Boa Vista do Sul (km 78,5) R$ 6,85 – R$ 9,14
ERS-453 Cruzeiro do Sul (km 19,8) R$ 6,65 – R$ 8,86
ERS-135 Coxilha (km 18,4) R$ 7,47 – R$ 9,97
ERS-129 Casca (km 160) R$ 6,66 – R$ 8,89
ERS-234 Passo Fundo (km 195,8) R$ 7,02 – R$ 9,36
ERS-324 Nova Araçá (km 277) R$ 7,02 – R$ 9,36
ERS-122 Bom Princípio (km 22,5) R$ 7,07 – R$ 9,43
ERS-122 Flores da Cunha (km 99,6) R$ 6,00 – R$ 8,01
ERS-122 Antonio Prado (km 132) R$ 5,24 – R$ 6,99
ERS-122 Emboaba (km 50) R$ 5,45 – R$ 7,27
ERS-287 Montenegro (km 12,6) R$ 5,22 – R$ 6,96
ERS-446 Carlos Barbosa (km 11) R$ 5,10 – R$ 6,81