Porto Alegre registra menor número de internados por Covid nas UTIs desde 28 de fevereiro

Taxa de ocupação geral permanece acima de 91%; já no Estado, leitos de alta complexidade mantém lotação de 82,5%

Foto: Mauro Schaefer / CP

Porto Alegre teve, nesta terça-feira, a menor quantidade de pacientes com coronavírus internados em unidades de terapia intensiva (UTIs) em mais de dois meses. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), até às 15h, havia 467 pessoas nesta condição, a mesma quantidade registrada em 28 de fevereiro, data em que o número de internados com a doença em leitos de alta complexidade começou a subir diariamente.

No entanto, a ocupação geral dos leitos de UTI permanece crítica. Nesta tarde, a taxa de ocupação das 984 camas disponíveis para pacientes em estado grave era de 91,49%. Segundo a SMS, nas últimas 24 horas subiu de cinco para sete o número de hospitais sem vagas em leitos de alta complexidade.

Além disso, o número de pacientes à espera por remoção para a UTI passou de 37 para 39 nesta tarde.

RS

No Estado a ocupação dos leitos de UTI permanece estável, com taxa de ocupação de 82,5%. Até às 15h, havia 2.780 pacientes para 3.368 leitos. Desse total, 61.8% testaram positivo para o coronavírus, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES).

A pressão hospitalar segue mais crítica na rede privada, com lotação de 95,3%. Já as instituições que recebem pacientes pelo SUS tinham hoje ocupação de 78,1%.

A fila de espera por UTI em território gaúcho é de 81 pacientes.