RS define destinação de 480 mil vacinas; falta da Coronavac persiste

Novo carregamento da Pfizer/Biontech ainda chega a Porto Alegre no início da noite

Foto: Cristine Rochol/PMA

O governo estadual anunciou, nesta segunda-feira, a destinação das cerca de 480 mil vacinas que chegaram ao Rio Grande do Sul desde sexta-feira. As 458.614 doses da Astrazeneca vão ser usadas para ampliar a imunização de pessoas com comorbidades. Dessa remessa, 413.750 doses chegaram na manhã desta segunda-feira e o restante é remanescente da carga recebida na última semana. Ainda nesse lote, 318 doses vão ser usadas para imunizar militares que integrarão a Operação Acolhida (auxílio humanitário a imigrantes venezuelanos em situação de vulnerabilidade).

Já as 31.780 da Coronavac vão contemplar a segunda aplicação de quem já recebeu a primeira há 28 dias ou mais. O Estado estima que essa quantidade seja suficiente para cobrir 97% do público que se vacinou com as doses recebidas dia 20 de março. O déficit, porém, é bem maior – de 434 mil doses – se forem considerados os públicos que fizeram a primeira aplicação entre o fim de março e o início de abril.

Nesta terça, as doses serão distribuídas às 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) e a municípios próximos da Capital. As unidades do laboratório Pfizer, previstas para chegar ao Rio Grande do Sul na noite desta segunda-feira, serão destinadas para a vacinação em Porto Alegre. São 32.760 doses da Pfizer/Biontech, chegarão em Porto Alegre em voo com aterrissagem prevista para as 19h45min.