Após 30 dias, UTIs voltam a operar abaixo dos 100% de ocupação no RS

Ocupação dos leitos clínicos também recuou 28% nas últimas duas semanas

Ocupação de UTIs no Rio Grande do Sul ultrapassaram lotação de 100% | Foto: Ricardo Giusti / Correio do Povo

Após passar quase todo o mês de março com sobrecarga, as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) voltaram a operar, nesta quarta-feira, abaixo dos 100% de ocupação no Rio Grande do Sul. Conforme a Secretaria Estadual da Saúde (SES), às 17h o índice atingiu 99,6% de lotação, com 3.373 pacientes para 3.387 vagas.

Do total de pessoas em tratamento de alta complexidade, 2.605 (77,3%) estão relacionadas ao coronavírus, enquanto 778 (28,8) estão internadas em estado grave devido a outros problemas de saúde.

As UTIs da rede privada seguem sendo as com maior sobrecarga. Nesta tarde, a taxa de ocupação era de 119,3%, enquanto que a rede pública registrava lotação de 91,9%.

Já entre as macrorregiões, apesar do recuo, os Vales ainda continuam com a pior taxa, com ocupação de 115,43%, sendo 172 pacientes para 149 leitos.

Em relação ao leitos clínicos, a diminuição é ainda menor. Em duas semanas, a queda de ocupação é de 28%. Até às 17h, eram 4.466 pessoas internadas para um total de 8.183 vagas.

A fila de pacientes à espera de transferência para leitos de UTI também recuou, passando de 671 pessoas no dia 17 de março para 315, o que corresponde a redução de 53,05%.