São Leopoldo estabelece restrições até a próxima terça-feira

Medidas entrarão em vigor na noite desta quarta

Foto: Prefeitura de São Leopoldo / Divulgação / CP

Regras mais rígidas, seguindo os protocolos da bandeira preta do Mapa do Distanciamento Controlado, entrarão em vigor na noite desta quarta-feira em São Leopoldo, no Vale do Sinos. As medidas ficarão em vigor até a próxima terça-feira. Serviços essenciais, como mercados, farmácias e postos de combustíveis continuarão funcionando com restrições. O município do Vale dos Sinos decidiu não adotar o sistema de cogestão.

A bandeira preta, estipulada pelo governo do Estado, determina o fechamento de salões de beleza e barbearias, o que passou a vigorar. Petshops (banho e tosa) serão permitidos com restrições. Bares e restaurantes e lancherias poderão atuar somente no sistema de tele entrega. A exceção são os comércios do Selo Estabelecimento Seguro, que poderão atuar com lotação presencial de 25% da capacidade.

Na indústria, está permitida até 75% do PPCI, regra também definida pelo Estado. O público nas igrejas está proibido, sendo permitido apenas o limite de seis pessoas para a captação de imagens nas transmissões online.

Bancos e lotéricas podem atender apenas um cliente por vez. O município permitiu o comércio varejista e atacadista, adotando o limite de uma pessoa a cada 25 metros quadrados de área. Academias não podem funcionar, exceto as que participem do chamado “Selo Estabelecimento Seguro”, que podem atuar com 25% da capacidade do PPCI.

A Prefeitura funciona somente através de atendimento online e teleagendamento. Setores essenciais contarão com a totalidade de servidores em atendimento presencial, caso do Hospital Centenário e Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae).

As atividades na Educação Infantil e primeiro e segundo anos do Ensino Fundamental foram permitidas presencialmente, na rede privada. Já a rede municipal e estadual não terão aulas presenciais até a próxima terça.