Barroso retira sigilo de investigação contra senador com dinheiro na cueca

Chico Rodrigues (DEM-RR) é alvo de investigação que apura desvio de valores destinados ao combate à pandemia de Covid-19

Foto: Agência Senado / CP

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta quarta-feira pela retirada do sigilo da investigação contra o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado na semana passada com R$ 33.150 escondidos sob a cueca.

“Representação pela realização de buscas e apreensões e compartilhamento de dados deferida parcialmente”, escreveu Barroso na decisão.

Para o ministro, o Supremo fixou “entendimento consolidado pela possibilidade de compartilhamento dos dados de investigação entre órgãos com competência para a apuração de irregularidades”.

Ex-vice-líder do governo do Senado, Rodrigues é alvo de investigação da Polícia Federal (PF) pelo suposto envolvimento na organização criminosa constituída por parlamentares, empresários e servidores públicos, voltada ao desvio de valores destinados ao combate à pandemia da Covid-19.

Após o caso, o Senado permitiu um um movimento para salvar o mandato de Rodrigues, que se afastou do cargo por 121 dias. Para o lugar dele, assume o posto Pedro Arthur (DEM-RR), filho do senador e suplente dele, primeiro da fila para a vaga.