Candidatos à prefeitura de Porto Alegre arrecadaram mais de R$ 5,5 milhões

Repasses dos partidos políticos predominam; doações de pessoas físicas somam 2%

Imagem: Arquivo CP

Apesar de o limite legal dos gastos ser R$ 6,6 milhões, juntos 11 dos 13 candidatos à prefeitura de Porto Alegre arrecadaram pouco mais de R$ 5,5 milhões. Os dados, consultados na tarde deste domingo, correspondem às prestações de contas iniciais feitas pelos partidos. Dois candidatos ainda não fizeram declarações: Luiz Delvair (PCO) e Monteserrat Martins (PV). Segundo o calendário eleitoral, os candidatos e partidos são obrigados a repassar as informações entre os dias 21 e 25 de outubro, relativos ao primeiro turno.

Em relação aos valores, chama a atenção o fato de um valor muito pequeno de doações de pessoas físicas. Do valor total, R$ 112 mil são de doações, o que representam 2% do total arrecadado. O maior valor (98%) é de repasses dos partidos. Dos candidatos, dois só declararam valores doados por pessoas físicas: João Derly (Republicanos), com R$ 14.220; e Nelson Marchezan Júnior (PSDB), com R$ 5 mil. Três candidatos têm os maiores valores de doações de pessoas físicas: Manuela D’Ávila (PCdoB), com R$ 51.900; Sebastião Melo (MDB), com R$ 22.500; e Gustavo Paim (PP), com R$ 18.100.

Em valores arrecadados totais, duas candidatas já têm mais de R$ 1 milhão para investir nas campanhas: Manuela, com R$ 1.6 milhão, e Juliana Brizola (PDT), com R$ 1.5 milhão.

Candidato Arrecadado (R$) Pessoa Física (R$)
Fernanda Melchionna 500.997,60 1.000,00
Gustavo Paim 318.100,00
João Derly 14.220,00
José Fortunati 50.000,00
Juliana Brizola 1.500.000,00
Julio Flores 4.900,00
Luiz Delvair
Manuela D’Ávila 1.659.328,00 51.900,00
Nelson Marchezan Jr 5.000,00
Monteserrat Martins
Rodrigo Maroni 484.105,26
Sebastião Melo 643.400,21 22.500,21
Valter Nagelstein 403.000,00
Totais 5.583.051,07 112.720, 21