Festival de Cinema de Gramado anuncia mais dois homenageados

Também foram divulgados os longas concorrentes

A coletiva de lançamento contou com apresentação de Roger Lerina e a presença do curador Marcos Santuario e do presidente da Gramadotur, Rafael Carniel | Foto: Edison Vara / Pressphoto / Divulgação

Na manhã desta terça-feira, a organização do Festival de Gramado divulgou o nome dos longas-metragens brasileiros e estrangeiros que estarão em competição. O nome dos dois homenageados que ainda não tinham sido revelados foram divulgados: a atriz Denise Fraga receberá o troféu Cidade de Gramado e o ator César Troncoso, o Troféu Kikito de Cristal. Eles completam o quarteto que receberá as homenagens, ao lado do ator Marco Nanini (Oscarito) e da cineasta Laís Bodanzky (troféu Eduardo Abelin).

Pela primeira vez, devido à pandemia, a coletiva de apresentação oficial do evento foi feita direto dos estúdios da TVE RS e com transmissão on-line pelos canais digitais do festival. Com as presenças do curador Marcos Santuário e do presidente da Gramadotur, Rafael Carniel, e com a participação virtual dos curadores Pedro Bial e Soledad Villamil, o apresentador do Festival e jornalista Roger Lerina conduziu a divulgação dos longas-metragens brasileiros e estrangeiros selecionados e dos homenageados.

Este ano, 146 longas-metragens brasileiros (LMB) e 93 estrangeiros (LME) participaram da seleção. As inscrições dão a dimensão da diversidade cultural do Brasil e dos países ibero-americanos. São Paulo, Rio de Janeiro e  Rio Grande do Sul lideraram as inscrições na categoria LMB, com 46, 30 e 13 títulos inscritos, respectivamente. Já Argentina, Espanha, Uruguai e México saíram à frente com as inscrições entre os longas-metragens estrangeiros, com 49, 10, 6 e 5 títulos inscritos, respectivamente. Ao todo, foram 15 estados mais o DF e 14 países.

“Em respeito à indústria audiovisual, não podíamos deixar de prestigiar a classe artística”, explica o presidente da Gramadotur sobre a manutenção do evento. “Apesar de ser um ano extremamente desafiador, a opção foi manter o festival, adaptando o formato”, disse. A cerimônia de premiação será no Palácio dos Festivais, em Gramado, sem público.

Marcos Santuario acredita o legado desta edição será essa capacidade de se reinventar e encontrar novos caminhos com a tecnologia. “Será uma aprendizagem para todos nós”, comentou Santuario. Sobre os filmes, ele destaca a diversidade dos trabalhos, que terão filmes de veteranos, como de Ruy Guerra, e de novos realizadores.

Também foram selecionados longas dirigidos por mulheres, como Cibele Amaral (DF), que o curador adianta abordar o universo feminino. Dois documentários sobre artistas que marcam a história da música brasileira também foram selecionados, um sobre Alcione e outro sobre Sidney Magal. Os longas-metragens brasileiros e estrangeiros em competição estão na lista abaixo.

Longas-metragens brasileiros (LMB) selecionados:

Aos pedaços – Rio de Janeiro
92’ – Drama ficção experimental
Direção: Ruy Guerra

King Kong em Asunción – Pernambuco
90′ – Ficção
Direção: Camilo Cavalcante

Me chama que eu vou – São Paulo
70’10 – Documentário
Direção: Joana Mariani

O Samba é primo do Jazz – Rio de Janeiro
70’06″ – Documentário
Direção: Angela Zoé

Por que você não chora? – Distrito Federal
98′ – Ficção / Drama
Direção: Cibele Amaral

Todos os mortos – São Paulo
120’ – Drama
Direção: Caetano Gotardo & Marco Dutra

Um animal amarelo – Rio de Janeiro
115’ – Ficção
Direção: Felipe Bragança

Longas-metragens estrangeiros (LME) selecionados: 

Dias de Inverno – México
90’ – Ficção
Direção: Jaiziel Hernández

El Gran Viaje al País Pequeño – Uruguai
105’47” – Documentário
Direção: Mariana Viñoles

El Silencio del Cazador – Argentina
103’20” – Drama / thriller
Diretor:  Martin Desalvo

La Frontera – Colômbia
89’36” – Drama social
Direção: David David

Los Fuertes – Chile
98’ – Drama, Romance, LGBT
Direção: Omar Zúñiga

Matar a un Muerto – Paraguai
87’ – Drama
Direção: Hugo Giménez

Tu Me Manques – Bolívia
105’ – Drama
Direção: Rodrigo Bellott