Mais de 3 mil pessoas seguem fora de casa em razão das enchentes no RS

Nove municípios já decretaram situação de emergência no Estado

Foto: Matheus Prestes / Secom / Divulgação / CP

A Defesa Civil Estadual ainda contabiliza 3.036 pessoas fora de casa em razão das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul desde a semana passada. Ao menos 687 pessoas conseguiram retornar para as residências entre a tarde de quarta e a manhã desta quinta-feira. Do total de afetados, 1.013 seguem desabrigados (em abrigos públicos) e 2.021 desalojados (em casas de amigos ou parentes).

Até o momento, nove cidades gaúchas já decretaram situação de emergência em razão dos estragos causados pelas cheias. O mais recente município a ter o decreto confirmado pela Defesa Civil foi Mampituba. Além deste, constam: São Sebastião do Caí, Roca Sales, Arroio do Meio, São Jerônimo, Mampituba, Bom Retiro do Sul, Cruzeiro do Sul, Montenegro e Eldorado do Sul.

Roca Sales permanece sendo o município com o maior número de moradores afetados e fora de casa, com 1.045. Na sequência, aparecem as cidades de Lajeado e Encantado, com 720 cada. Vinte e três cidades ainda relatam estragos no novo boletim da Defesa Civil Estadual emitido no final desta manhã.

Novo alerta

A Defesa Civil Estadual emitiu mais um alerta para a possibilidade de inundações em 17 cidades gaúchas, em razão das chuvas acumuladas previstas para ocorrerem a partir desta quinta-feira. O alerta, com vigência de 48 horas, é para as bacias dos rios Gravataí, Sinos, Caí e Taquari, que seguem com níveis acima dos limites de inundação.

O aviso é válido para cidades de Alvorada, Cachoeirinha, Campo Bom, Canoas, Gravataí, Novo Hamburgo, Porto Alegre, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, São Sebastião do Caí, Montenegro, Lajeado, Santa Tereza, Roca Sales, Estrela, Muçum e Encantado. As chuvas devem afetar principalmente córregos, arroios e rios de menor porte.

Essas regiões seguem se recuperando de temporais que causaram cheias nas duas últimas semanas. Na sexta, as instabilidades devem perder força, com a chuva concentrada no Norte gaúcho, no período da manhã, de forma isolada e de fraca intensidade.