RS registra seis pontos impróprios para banho

Praia do Rebelo, em Tapes, e a do Totó, em Pelotas, passaram de impróprias para próprias durante a semana

Em Porto Alegre, banho liberado no Lami e no Belém Novo. Foto: Maria Ana Krack/Arquivo PMPA

O relatório semanal de balneabilidade, atualizado nesta sexta-feira pela Fepam, mostra seis pontos considerados impróprios para banho no Rio Grande do Sul. A lista abrange a Lagoa do Peixoto, em Osório; o Balneário Valverde – Pontal da Barra, o Balneário Santo Antônio, a Colônia Z-3 e o Balneário dos Prazeres, em Pelotas; e a Praia do Encontro, em São Jerônimo.

A Praia do Rebelo, em Tapes, e a do Totó, em Pelotas, passaram de impróprias para próprias durante a semana. Em Osório, a Lagoa do Peixoto segue, pela 8ª semana consecutiva, com o índice de cianobactérias acima do permitido, caracterizando local impróprio.

A Fepam e a Corsan fazem as coletas e análises nas praias e balneários de rios, mar e lagoas, exceto a da Praia do Laranjal, a cargo do Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep).

Já em Porto Alegre, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) liberou para banho as seis praias do Lami e do Belém, no extremo-sul da cidade. Entrar na água, porém, é desaconselhado em todos os demais pontos da orla do Guaíba, por questões de saúde e segurança.