Entidades fecham acordo para ampliar notificações de intoxicações por agrotóxicos no RS

Com o objetivo de ampliar e qualificar as notificações das intoxicações por agrotóxicos no Rio Grande do Sul, foi firmado, nesta quinta-feira, um acordo de cooperação interinstitucional entre os Ministério Públicos Estadual, Federal e do Trabalho, Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Enfermagem, a Federação das Associações dos Municípios do RS e o Fórum Gaúcho de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos. A assinatura aconteceu na sede do Cremers.

Presente à solenidade, o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Lemos Dornelles, ressaltou a importância da integração entre as Instituições e, sobretudo, de se buscar dados consistentes para subsidiar ações em todas as áreas. “Nesses tempos de recursos escassos não se pode mais trabalhar baseados no ‘achismo’”, disse Dornelles.

Em sua fala, o presidente do Cremers, Eduardo Neubarth Trindade, também destacou a disposição da entidade em firmar este tipo de parceria. “Aprendi com Dr. Marcelo Dornelles que as coisas podem se resolver melhor quando existe integração”, disse ele, lembrando que a solução sempre pode chegar antes da judicialização.

A subnotificação de intoxicações dificulta a elaboração de políticas públicas adequadas e o diagnóstico e tratamento corretos de doenças relacionadas ao uso de agrotóxicos. Por isso, o acordo de cooperação pretende sensibilizar os profissionais de saúde, especialmente médicos e enfermeiros, para identificação e registro de casos suspeitos ou confirmados de intoxicações no sistema oficial de notificação