Executiva do PT convoca lideranças para discutir caravana de Lula

Deputado federal Paulo Pimenta disse que não há data prevista para o ex-presidente visitar o Rio Grande do Sul

Foto: Joka Madruga/PT

A executiva nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) convocou reunião entre as lideranças para o dia 14 de novembro, em Salvador, na Bahia. Vai ser o primeiro encontro formal do ex-presidente Lula com os dirigentes do partido. Conforme o líder da bancada petista no Congresso, deputado federal Paulo Pimenta (PT), também está na pauta do encontro a definição de um calendário de viagens do ex-presidente pelas principais cidades do país.

“O presidente Lula está muito animado para liderar esta caravana. Quer discutir com a população temas como soberania, petróleo e reservas da camada pré-sal, além do desastre ambiental que provoca o aparecimento de manchas no litoral do Nordeste e, principalmente, a construção de uma frente ampla das forças de esquerda para as eleições municipais do ano que vem”, apontou.

Pimenta, que vai ser empossado presidente do PT gaúcho durante o Congresso Nacional da sigla, que ocorre de 22 a 24 de novembro, em São Paulo, também disse que “Lula está ansioso” pela análise da ação que pede a suspeição do ministro da Justiça, Sérgio Moro, com relação à atuação dele, como juiz, em Curitiba, de processos envolvendo o ex-presidente.

Sobre uma visita de Lula ao Rio Grande do Sul, Pimenta afirmou que ainda não há uma data prevista. Contudo, o parlamentar gaúcho disse que Lula reiterou a simpatia por uma composição entre partidos, tendo a ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB) como candidata a prefeita de Porto Alegre.

Segundo Pimenta, além das reuniões e do Congresso Nacional do PT, Lula vai participar da cerimônia de posse do presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, em 10 de dezembro, em Buenos Aires. Fernández é um dos líderes políticos latino-americanos que manteve declarações de apoio à liberdade de Lula durante o período de prisão.